A aventura no Grande Lago

Horta da Moura, a aposta certa

Para quem se aventura no Grande Lago uma das opções mais interessantes para pernoitar é o Hotel Rural Horta da Moura. Aberta há 18 anos, a unidade, situada sob a encosta de Monsaraz, foi adquirida em Maio deste ano por um grupo liderado pela empresária Maria Luísa Paiva dos Santos, num projecto que integra ainda o projecto “Aldeia do Lago”, na Amieira, no vizinho concelho de Portel.

Daqui resultou uma intervenção de requalificação, com intervenções nas fachadas, telhados, recuperação de móveis, limpeza dos terrenos, entre outros.

Paralelamente, os novos proprietários recrutaram um novo director e uma adjunta de direcção qualificada, e apostam agora na formação do pessoal deste quatro estrelas.

O resultado já se começou a sentir aquando da visita do Publituris, onde o Horta da Moura surge quase como um novo hotel. Aliás, esta poderá ser efectivamente uma nova realidade para breve. “Neste momento estão em fase de elaboração dois projecto que pretendem quase duplicar a capacidade da Horta da Moura e dotá-la de infra-estruturas que aumentem a sua capacidade de fidelização de clientes e de prolongamento das estadias, jogando cada vez mais na envolvente de sonho e beleza em que a unidade está implantada”, salienta Maria Luísa Paiva dos Santos. O objectivo é passar dos actuais 26 quartos para os 42, dotando aquela infra-estrutura de uma nova piscina e um novo restaurante, além de reformular as instalações desportivas dotando-as de polivalência para várias modalidades, onde haverá lugar a um novo picadeiro, novos cavalos, etc. As obras arrancam já em Janeiro e a promessa fica feita para a Primavera, onde de facto surgirá um novo hotel Horta da Moura. A aposta no mercado de proximidade espanhol é para valer, mas os olhos parecem mesmo virados para Lisboa e Porto. A filosofia do grupo é que é para manter: “Pequenas unidades unidas por esse corredor de água que é a barragem de Alqueva, criando sinergias, multiplicando e diversificando a oferta. Ali onde o “feitiço da Moura na beira do Lago” se mistura com as “Vontades de Alentejo num aceno de água.”

Fonte: Publituris

Gostou deste artigo? Partilhe com os amigos!