Apresentado o azeite 2450 anos

A Horta da Moura e a Carmim apresentaram o novo Azeite 2450 Anos. Foi no restaurante Feitiço da Moura, daquela unidade hoteleira que, aliás, recebeu, no fim-de-semana, a Menção Honrosa na Categoria de Melhor Empreendimento Turístico de 2014, concedida pelo Turismo do Alentejo.

O presidente da Câmara de Reguengos de Monsaraz, José Calixto, compareceu ao evento, bem como diversas personalidades da vida política da região. Presentes estavam, naturalmente, Maria Luísa Paiva dos Santos, proprietária da Horta da Moura, e José Alves, responsável pelo empreendimento rural.

Pedro Mestre e a sua viola campaniça, e o Grupo Coral de Monsaraz acompanharam a apresentação do 2450 Anos, numa festa que decorreu, ainda, no âmbito da Cidade Europeia do Vinho 2015.

A Horta da Moura apresentou à Carmim as suas azeitonas, provenientes das oliveiras milenares e aquela produziu o azeite que tem um aroma suave e fresco a amêndoa, característico na variedade de azeitona «galega», e possui uma cor amarela esverdeada.

Após a apanha da azeitona, desenvolvida por mais de 60 pessoas, e o processo de lavagem, selecção, «pisagem» e filtragem do azeite, foram produzidas cerca de 800 garrafas, com 0,25 litros cada.

De salientar que as oliveiras milenares estão certificadas pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), sendo que a mais antiga tem 2450 anos, tempo e memória que deram nome ao azeite agora apresentado.

Fonte: EPICUR

Gostou deste artigo? Partilhe com os amigos!